setembro 2008


Quando estou treinando procuro mentalizar a todo momento o ambiente por onde vou correr,como tentar imaginar a temperatura, a altitude, o tipo de terreno e se existe umidade ou se é seco, se tem rios para atravessar ou montanhas para subir.

Tudo isso me faz chegar ao local sem ter tantas surpresas e dá a sensação de que eu já conhecia fisicamente aquele ambiente, acabo fazendo jogos mentais simulando situações que derrepente possa enfrentar no local por estarei passando.

Como nunca fui para o sahara e moro em São Paulo treino sempre pensando no calor escaldante do deserto, mas antes de ir devo correr em alum lugar mais quente que são Paulo um exemplo é a floresta amazônica.

Anúncios

É setembro de 2008 e já faz um ano que realizei meu grande sonho de cruzar o brasil com as próprias pernas do Oiapoque ao Chuí 9.000km em 100 dias e entrar para o livro dos recordes, agradecendo com essa ação ao mestre maior o nascimento do meu filho Vinícius Dias e a força da minha mãe por ter sonhado com minhas conquistas juntamente comigo.No momento estou terminando minha preparação para correr nos desertos dio sahara e antártida.

No dia 1 de outubro viajo para Porto Alegre onde vou correr 24 horas em cima de uma esteira na feira Mercovida, ao lado do ultramaratonista americano Dean Karnazes que irá tentar quebrar o recorde mundial de 24 horas em esteira, que pertence ao meu amigo Luciano Prado.

No dia 05 de outubro irei estar em São Paulo votando para tentar mudar alguma coisa na nossa política, e brincar muito com o Vinícius meu filhão. Entre os dias 06 e 16 devo ir para Santarém correr a Jungle Marathon 250km para realizar a prova já montando minha estratégia de corrida do sahara e me adaptar ao calor serão 7 dias dentro da floresta amazônica entre rios, trilhas e no final muita areia de praia de rio com o sol escaldante na cabeça, será uma ótima oportunidade para me adaptar a mochila de 8 kg .

No dia 19 de outubro organizo o desafio pedras e trilhas 32km em Atibaia, onde atletas irão percorrer as trilhas rumo a pedra grande e chegar na pousada pedra grande e receber vários serviços e um delicioso almoço de confraternização  www.runnerbrasil.com.br .

Em 22 de outubro viajo para a cidade do Cairo onde no dia 24 de outubro atletas de 29 países irão se reunir para partir para o deserto do sahara passar uma noite acampado aclimatando com o calor hostil de 55 graus e enfim no dia 26 de outubro iniciar a corrida de 250km pelo deserto mais quente do planeta.

No dia 06 de novembro chego novamente a São Paulo para mudar os equipamentos da mochila as roupas para frio e comida, faço uma recuperação e dia 23 viajo para Ushuaia na Argentina e de lá 30 atletas de várias partes do mundo seguem de navio para a Antártida, onde vou realizar meu sonho de cruzar correndo o continente gelado 250km .

No dia 4 de dezembro chego a São Paulo comemoro o aniversário da minha mãe , vou trabalhar no meu livro brincar com meu filho e planejar o desafio O Brasil com as Próprias Pernas onde irei correr 25.000km em 14 meses ao redor do Brasil,correndo 50km por dia e no final realizar uma palestra e oferecer atendimentos odontológicos, nutricional,fisioterápico para as comunidades onde parar.Além de organizar corridas no formato de 6 horas em 8 cidades brasileiras estreiando o circuito nacional de ultramaratonas de 6 horas.

Desafio Pedras e Trilhas, upload feito originalmente por ULTRAMARATONISTA CD.

O Desafio Pedras e Trilhas 32 km, é uma idealização do ultramaratonista Carlos Dias juntamente com a Pousada Pedra Grande – Atibaia, a prova que tem caráter de desafio irá reunir atletas de várias partes do Brasil e da América do Sul.

É uma grande oportunidade de atletas testarem seus limites e se prepararem para grandes competições que se apresentarão após esse desafio, para os parceiros do evento a logomarca será destacada nas camisetas, medalhas, troféus, banners, material gráfico, certificado , sites de divulgação do evento e mídia em geral.

O maior objetivo do meu blog é trazer informações da ultramaratona e os desafios que tenho feito e pretendo fazer nos próximos anos, agregado aos fatores socioambientais visualizado nos lugares por onde passo.

Também gostaria de abrir espaço para troca de conhecimento a respeito aos estudos científicos em fisiologia, nutrição, psicologia e treinamento na ultramaratona.

Outra idéia é passar minha visão a respeito do planejamento e operação dos desafios.