novembro 2009


30/11/09 – 10h28

Maratonista brasileiro repete Forrest Gump e cruza os EUA correndo

Carlos Dias foi de Nova York a San Francisco em 59 dias.
Ele correu 5.130 km para ajudar hospital para crianças com câncer.

Daniel Buarque Do G1, em São Paulo

  

Foto: Reprodução/Arquivo pessoal Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

O ultramaratonista brasileiro Carlos Dias, que percorreu 5.130 km de um canto ao outro dos EUA (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)

Corra, Carlos! Corra!

Carlos Dias está longe de ter o raciocínio lento, mas seu ritmo e seu fôlego nas pistas com certeza lembram o já clássico personagem-título do filme “Forrest Gump”, interpretado por Tom Hanks. A certa altura do filme, Forrest decide começar a correr sem parar e cruza mais de 5 mil quilômetros de um canto ao outro dos Estados Unidos assim, correndo.

Dias é autor de uma façanha parecida: em menos de dois meses, Dias foi de Nova York à Califórnia, percorrendo 5.130 quilômetros no total, uma média de 84 quilômetros por dia a uma velocidade máxima de 10 km/h para controlar o ritmo, chegando a passar 20 horas sem parar correndo. Foram 59 dias até completar a rota no início deste mês. “Chegamos um dia antes do programado”, contou ao G1.

“As pessoas me lembram do filme a cada minuto. A diferença é que no filme ele não tinha sentido naquilo que fazia, eu tinha um sentido de completar o percurso e de ajudar uma instituição de apoio a crianças com câncer”, disse. Para a empreitada, ele pôs à venda suas milhas, oferecendo parte do arrecadado para o Graac. “Vendemos poucas, mas conseguimos pelo menos puxar um pouco de repercussão, chamando a atenção para o Graac. A intenção era gerar benefícios para outras pessoas, e não buscar nada para mim. Hoje minha sensação é de dever cumprido.” 

 

 

Formado em administração, Dias conta que já corre provas de longa distância há 16 anos, já completou mais de 74 maratonas e fez travessias, como em 2007, quando foi do Oiapoque ao Chuí, extremos norte e sul do Brasil, em 100 dias, batendo o recorde. Morador de São Bernardo do Campo, ele hoje vive de realizar provas, dar palestras e organizar corridas, parecendo buscar desafios diferentes de cada vez. “Foi a primeira vez que essa rota de uma ponta a outra dos EUA foi feita por um ultramaratonista”, disse. 

 

No filme, Forrest Gump corre por três anos, dois meses, 14 dias e 16 horas – se seguisse o mesmo ritmo de Dias, teria feito 20 vezes o percurso de um canto ao outro do país.

 
De Leste a Oeste
O planejamento do percurso era detalhado e incluiu bateria de exames e treinamento. Toda a rota já estava traçada desde o começo e previa seguir sempre pela rodovia 80. No segundo dia correndo, entretanto, a polícia disse que eles não podiam seguir por ali, a não ser de carro. “Eles nos orientaram e seguimos pelas estradas paralelas da 80. Só no colorado que precisamos dar uma variada por causa das montanhas.” 

 

Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

Carlos Dias, após completar a prova que percorreu os EUA (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)

A maior dificuldade enfrentada foi a mudança do clima, que é constante. “Deixamos Nova York com muito calor, pegamos chuva na Pensilvânia, vento no Nebraska, neve no Colorado, calor no deserto, mais neve em Nevada e mais calor na Califórnia. Administrar isso, a roupa certa no momento certo para melhorar o desempenho, é bem difícil”, contou.

 

Foto: Divulgação Foto: Divulgação

O personagem Forrest Gump, em imagem do filme que leva seu nome (Foto: Divulgação)

Encontrar um lugar para dormir, depois da mudança da rota, era um desafio diário, mas também fonte de algumas das experiências que o maratonista considera das mais interessantes. “As pessoas foram entrando no nosso projeto, nos recebendo na casa deles, fomos fazendo amigos, ganhando novas famílias por todo o trajeto até chegar na Califórnia. Viajei achando que o norte-americano era frio e nada solidário, mas vi o oposto, pois eles nos ajudavam. Tivemos só coisas boas. Tinha gente que parava na estrada e convidava para ir à cada deles. Isso foi a coisa mais legal, e foi bem diferente do que há no Brasil.”

Dias afirma que não chegou a pensar em desistir em momento algum, mas logo no início, depois de entrar em Indiana, estava muito cansado e achava que não conseguiria completar a prova dentro do cronograma programado. “É preciso ser paciente o tempo todo, mesmo cansado física e mentalmente. Tentava controlar a ansiedade.”

A concentração era muito grande e ele terminava exausto no final do dia. “Não dava para conhecer as cidades nem nada, mas dava para conhecer pessoas, conversar, melhorar o inglês. Hoje eu conheço os EUA mais de que muitos americanos, pois passamos por mais de 700 cidades, percebemos as mudanças culturais, as paisagens, as comidas, tudo o que muita gente não conhece.”

Dias agora vai fazer treinamento para novas provas a partir de abril, quando pretende correr quatro desertos: na Austrália, depois Nepal, Namíbia e Vietnã. “No segundo semestre quero correr uma maratona por dia por seis meses, girando o Brasil, saindo do Rio de Janeiro e finalizando em São Paulo.” Como o personagem do cinema, ele também não para depois de chegar no ponto final da prova corrida.

 

 Após viver um ano cheio de conquistas completando os 4 desertos mais extremos do planeta ( Gobi-China,Sahara-Egito,Antártida-Pólo Sul e Atacama-Chile) ver o nome incluído no livro dos recordes pela segunda vez e depois cruzar juntamente com o ciclista Francisco da silva os EUA de leste a Oeste 5.130km em 59 dias . Carlos Dias confirma presença na Ultramaratona 24 horas Fuzileiros Naval do no Rio de Janeiro.
   Será um momento especial reencontrar os amigos da ultramaratona, e poder compartilhar um evento de grande porte com presença de grandes atletas como Luciano Prado dos Santos entre outros.
   Vou aproveitar para continuar a divulgar o Graacc que trabalha com crianças com cancer é muito importante nós atletas com nosso esforço poder de alguma forma beneficiar instituições tão nobres como essas.

E aproveito para agradecer a Crocs por acreditar no meu trabalho e proporcinar maior conforto e bem estar em meus desafios

Agora relembrando os 60 dias vividos na estrada,me traz uma ponta de saudade de cada sorriso e abraço dirigido a nós.

Éramos dois brasileiros desbravando um país estranho, estranho até para muitos americanos.

Dois brasileiros que foram recebidos com todo carinho e respeito pelos cidadãos americanos e cidadãos brasileiros que lá vivem.

Temos orgulho de ser brasileiros pois guando falamos que somos do Brasil, a fisionomia é diferente mais especial, o aperto de mão mais firme, algo contagia as  pessoas que faz com que sejamos um povo diferenciado.

Tenho na memória um dia em que vários americanos paravam seus carros para nos parabenizar, pelo fato de o Rio de Janeiro e o Brasil sediar as olimpíadas de 2016, fiquei particularmente emocionado e isso me inspirou ainda mais a seguir em frente.

Houve dias isolados do mundo,mas integrado pelo pensamento com meu filho Vinícius, minha mãe Neli e todos amigos.

O Francisco foi para mim um ser extraordinário no qual tenho muito respeito e tenho que agradecer todos os dias, pois ele foi um grande irmão e vencemos juntos cada  dificuldade .Me sinto feliz por pertencer ao esporte, e através do esporte poder de alguma forma beneficiar e divulgar o Graacc.

Sabemos que o nosso esforço não basta para solucionar problemas, mas pelo menos em algum lugar alguém teve a oportunidade de refletir sobre a responsabilidade de gerarmos valor aos que nos rodeiam.

 Foi lindo e encantador conhecer tanta gente de coração aberto a nos receber e mesmo que por poucas horas fazermos parte de uma familia.

Fica na retina as lágrimas de até logo de cada amigo e no coração ficará para sempre o valor das grandes amizades que conquistamos .

Obrigado EUA Obrigado Brasil

Carlos Dias e Francisco da Silva

No dia 13 de dezembro estarei promovendo um passeio para quem gosta de natureza e boa comida, e fazer novos amigos.

Será uma caminhada na pousada pedra grande atibaia (www.pousadapedragrandeatibaia.com.br) de 3 horas ,subindo a pedra grande e conhecendo nascentes,grutas e respirando o ar da montanha.

Segue a programação:

Carlos Dias em parceria com o studio Maha Pilates e a pousada pedra grande atibaia convidam:

CAMINHADA NO PARAÍSO /DAYSPA

SÁIDA DIA 13 DE DEZEMBRO AS 7:30HS DA MANHÃ MOEMA

Chegada na Pousada Pedra Grande Atibaia as 9:00hs

Café da manhã – Saída para Caminhada as 10:15hs da manhã

Caminhada em trilhas,com nascentes, subindo até a pedra grande e retornando a pousada.

13:15 Almoço  integração e bate papo sobre a caminhada.

Tarde livre para piscina, sauna,caiaquê e massagem relaxante

Retorno  17:30hs  chegada em São Paulo prevista para 19:hs .

Investimento por pessoa com café da manhã, almoço,transporte e todas as atividades inclusas.

R$180,00   limitado para 20 pessoas.

Informações email : carlosdias12@hotmail.com  11 7439 4151

Um forte abraço

Carlos Dias

 

 

019025028030017027032041043052150093063061112134072032137106104105117012152

 

Após retornar dos EUA, não parei um só minuto, pois tinha um compromisso importante organizar o segundo Desafio Pedras e Trilhas, tivemos esse ano 19 atletas presentes, otempo estava gostoso chovendo um pouco no início da prova mas logo parou, os atletas começaram a chegar logo cedo tomaram um delicioso café da manhã no restaurante da pousada Pedra Grande Atibaia, depois alongaram se integraram com o ambiente tranquilizador da pousada e as 10hs  foi dada a largada, os atletas percorreram cerca de 19 km de muitas subidas e descidas recheadas de muita beleza natural, pequenas nascentes e muito ar puro. foi optado tirar parte do trajeto por conta de segurança dos atletas pois havia trechos de grutas que estavam cheios de água assim resolvemos diminuir o percurso para preservar a integridade fisica de cada atleta.

O campeão no masculino foi o atleta Gercilio Coelho Soares  da equipe E.C.Tavares e no feminino a campeã foi a atleta Alice Marques Ribeiro Naletto do São Paulo Futebol Clube com o tempo de 3:00hs.

Todos atletas chegaram bem e não foi registrada nenhuma ocorrência de acidente na trilha, após a prova os atletas tinham a sua disposição, chuveiro quente,uma equipe de fisioterapeutas e massoterapeutas para um relaxamento e um delicioso almoço .

Cada atleta recebeu um prato decorativo como premio e foram sorteados tênis Crocs, óculos da Clic, e Pizza da pizzaria 60 graus além de sgueezes da fisiorun.

Nós da organização agradecemos a participação de cada atleta no Desafio Pedras e Trilhas, também agradecemos aos staffs que trabalharam no restaurante, na recepção, na preparação da trilha, na entrega de água, na fisio e massagem e aos apoios da Pousada Pedra Grande Atibaia (www.pousadapedragrandeatibaia.com.br ) , da Crocs(www.crocs.com.br) da Clic (www.clicreaders.com.br ) , da Pizzaria 60 graus (www.pizzaria60graus.com.br ) e Fisiorun (www.fisiorun.com.br )  .

Colocação   Geral  Masculino                    Colocação geral feminino

1- Gercilio Soares                                               1-  Alice Naletto

2 Itamar Goes                                                      2- Denize Pereira

3- Edvaldo Souza

4- Edson Souza

5- Jorge Jesus da Silva

6- Vagner Souza

7- Marcos Rose

8- Paulo Imbá

9- João Menegolo

10- Sérgio Sagado

11-Benedito da Silva

12- Antônio Guimarães

13- Selmo Rosa

14- Cristiano Santos

15- Antônio Meira

16- Valter Bispo

17- Manoel Lima

Obrigado e seja bem vindos no próximo ano.

Carlos Dias

 

 

057062061Carlos e Francisco 

Depois de 14 horas de voo, desembarcamos finalmente em São Paulo, as 9:4o hs da manhã, e ao sair o encontro com a familia e amigos fez com que as pernas bambiasse,afinal foram 2 meses e 7 dias longe do meu filho Vinícius e da minha mãe. fomos recebidos com aplausos e flores, muitos abraços e sorrisos.

Encontrar os amigos e a familia após ficarmos eu e o Francisco  cruzando tantos lugares diferentes foi muito emocionante  e nos deixa ainda mais felizes por ter feito esse desafio.

Agradecemos a presença de cada uma das pessoas que foram ao aeroporto e aos que nos enviaram mensagem.

Agradecemos o apoio da CROCS,CLIC,KAILASH,ROCK STAR,WH WELLNESS E SINIMBU.

É muito bom estarmos em casa e que venha o próximo desafio.

No próximo post coloco todas as fotos da chegada e os melhores momentos do desafio

Nossos dias em San Francisco foram especiais, a cidade que  abriga gente de todas as partes do mundo nos recebeu com respeito e muito carinho, recebemos parabens de pessoas da china,mexico,inglaterra,italia, EUA,India,Vietnan,Singapura e Filandia.

Conversamos com as crian’cas nas escolas e recebemos a energia sincera e pura de uma menina com cancer .

O grande atleta Dean Karnazes que estava no Canada nos enviou email, dando os parabens e demosntrou sua felicidade por nossa conquista.

Conhecemos brasileiros especiais que estao buscando seus sonhos diariamente na terra do Tio Sam, brasileiros como o Fernando,Victor e Cafu que deu as boas vindas em sua pizzaria.

Nesse momento o cora’cao aperta cada minuto pois sabemos que e chegada a hora de rever nossos familiares e amigos, voltar para nosso Brasil belo e encantador de tantos problemas mas de tanto aconchego.

Ao mesmo tempo o cora’cao aperta pois deixamos aqui outra familia que cosntruimos na estrada a cada dia, foram 2 meses que valem por 20 anos,sabemos que agora o mapa americano nao e mais rua e estradas sabemos que ao olhar nesse mesmo mapa veremos pessoas, lugares sentimentos,cheiros e gosto reais.

Eu e o francisco queremos agradecer de cora’cao cada mensagem e cada pessoa que acreditou em nosso trabalho,voltamos com muito mais muito orgulho de ser brasileiro,gostaria que todos os brasileiros tivessem orgulho de pertencer a esse pais tao especial e amado por tanta gente.

Gostariamos de agradecer cada americano que nos recebeu em suas casas, e nos tratou como filhos,entendendo que nossos passos eram passos de integra;cao e conscientiza’cao na busca por uma responsabilidade social e ambiental .

Agradecemos a Crocs por respeitar e confiar na nossa determina’cao.

Aos apoios da Kailash,wh wellness,rock star,sinimbu e clic.

Saudades meu filho Vinicius

Agradecemos a Deus por estar conosco em cada passo dado na estrada.

estamos voltando Brasil

Carlos e francisco

 

Próxima Página »