dezembro 2009


Quando cruzei a linha de chegada em São Pedro do Atacama no Chile,e me vi conquistando o  sonho de correr os 4 desertos mais extremos do planeta, depois quando vizualizei a ponte Golden Gate e dei um abraço no Francisco da Silva por ter juntos conseguido superar a distância de 5.130 km de Leste a Oeste nos EUA, um questionamento me inquietava,será que eu precisei de única e exclusivamente da minha força física? ou tive que acionar outras variáveis para vencer o desafio?

Para o meu corpo suportar a altitude e a umidade do deserto de Gobi ,o calor escaldante do deserto do Sahara, o frio paralizante da Antártida e o sal do deserto do Atacama, foi preciso acionar mais que força física,foi necessário acionar a inteligência na adversidade, ter inteligência na adversidade é perceber com clareza  nossos pontos fortes, e nossos fontos fracos, e entender que qualquer dificuldade a  ser enfrentada será passageira e não definitiva.

É ter a capacidade de vizualizar além da tempestade e saber que teremos sol logo a frente, precisei acionar a capacidade organizacional, criar estratégias que exigiram boa comunicação com as pessoas, e desenvolvi um senso de urgência que se antevia ao problema .

Imagine que você esteja a uma temperatura abaixo de zero onde o turpor do gelo te consome, mas você está determinado a sair da situação em que se encontra, nesse momento você passa a dirigir seu pensamento em pessoas que você ama,imagine se você não conseguir sair dessa situação essas pessoas irão passar por privações, então esse senso de urgência fará o seu organismo de alguma forma  reagir e enfrentar a adversidade com maior força, de alguma forma você será mais resistênte a adversidade, seu corpo se comportará de forma diferente podendo assim te tirar dessa adversidade.

Esse ano foi muito especial em minha vida, pois enfrentei a adversidade extrema mantendo a qualidade de vida pessoal para continuar sonhando com grande desafios.

Eu acho super importante o treinamento, a busca dos exames antes e depois deum grande desafio, a pesquisa, de nova tecnologias , a pesquisa do lugar onde vamos desbravar,o trabalho de estratégias mentais fortalecedoras e uma postura cooperativa e ética na busca de objetivos.

Tudo isso é inteligência na adversidade, vai além do simples treino ou de comer bem, usar a inteligência na adversidade é poder ter sempre uma postura adaptativa a cada ambiente, pessoa ou fato que venha a nos atingir.

Com isso reduzimos riscos de frustações,lesões ou determinar um objetivo irreal.

Além de tudo isso tive um PORQUE muito forte, o desafio dos 4 desertos corri pensando em meu filho Vinícius, e consegui  completar com sucesso e o segundo desafio dos EUA, pensei no beneficio que podia gerar ao GRAACC,nos momentos de fraqueza e dificuldade logo direcionava meus pensamentos nas crianças e adolescentes que passavam por processo de quimioterapia e isso me fortalecia para continuar buscando o objetivo.

Eu me emocionei  muito esse ano,cresci muito e ao mesmo tempo me sinto como um garoto que acaba de ganhar uma bola de presente.

Ganhei um grande amigo o Francisco da Silva que me ensinou muito, nos 60 dias que ficamos juntos na estrada, virei um voluntário externo do Graacc e com isso me fortaleci espiritualmente aprendendo com cada sorriso de cada criança. Desejo continuar gerando beneficio em cada ação que eu colocar na estrada.

Serão poucos dias para fazermos o último balanço das nossas conquistas, acertos e erros. Nada nos resta, senão lançar o olhar em direção ao novo ano, redirecionando metas, corrigindo desvios, aparando arestas e acertando passos em direção a novos desafios.
Não há mais tempo para lamentações, não há mais fôlego para corridas desordenadas em busca do que se perdeu ou se deixou de fazer. É hora de refletir, de moderar, de ter bom senso, garra e determinação. É hora de reconstruir a certeza de que o nosso percentual de vitórias será sempre maior que o de derrotas.
 Desejo um 2010 repleto de alegrias, viagens a lugares interessantes, comidas gostosas, beijos inesquecíveis, sonhos realizados e muita… muita paz para curtir e apreciar tudo isso.

Um agradecimento a cada mensagem de força que recebi durante cada desafio, um agradecimento a Deus por me mostrar o caminho nos momentos de incerteza, um obrigado a minha mãe, meu filho minha familia por me apoiar, Um obrigado a Lucina Ratinho que a cada ida e chegada a cada mensagem enviada e a cada palavra sempre me passa a alegria e a leveza na busca, obrigado ao meu treinador Herói Fung por incentivar sempre antes da partida de cada desafio, Agradeço a Ester por ter ficado comigo nas 24 horas com toda paciência e carinho,Ao Francisco da Silva por ser meu companheiro de aventura nos EUA. aos amigos que conquistei em cada canto do planeta e do nosso Brasil. Ao meu patrocinador a Crocs por respeitar meu trabalho, a imprensa por reconhecer meu trabalho. e ao meu pai por estar sempre comigo no coração onde quer que eu vá.

                                            “Você pode passar anos a fio trabalhando, realizando e muitas vezes nem um obrigado recebe,é muito importante que você continue em sua busca pois um dia poderá dizer valeu a pena”.

 

 

 

As contusões são a praga dos atletas,A dor envolovida é o menor problema.Uma única contusão,quer venha depois de um período de tempo ou de repente, pode acabar com todo o tempo e energia do treinamento, e até mesmo encerrar permanentemente uma carreira. As contusões deixam inevitavelmente  vestígios de tensão e de medo  no corpo.Elas são um retrocesso traumático e nunca parecem acontecer no momento conveniente. A contusão é a negação do propósito primordial do esporte: a saúde e o bem estar.

A contusão é, na maioria das vezes, resultado de fraquezas fundamentais num aspecto mental,emocional ou físico do talento(ou numa combinação deles). Os “acidentes”na realidade não são acidentes.Se nos contundimos, ou se alguém nos provoca uma contusão,alguém não estava prestando atenção,estava irritado ou não estava fisicamente preparado.Na verdade, essas três variáveis – atenção, irritação e falta de preparação- explicam todos os “acidentes”da vida diária que podem ser atribuídos a falhas humanas.

Em consequência,para evitar “acidentes”, precisamos desenvolver clareza mental e atenção, estabilidade emocional(e uma motivaçã0 permanente), bem como preparação física.Elas são as três melhores apólices de seguros que você pode ter-sem lhe custar um centavo.

A contusão aguda, resultante de um impacto(uma queda,uma colisão,um golpe)ou de outra força(uma torção ou um estiramento), que esteja além dos limites de tolerância do corpo, é na verdade muito mais rara do que as contusões crônicas ou aquelas desenvolvidas ao longo de períodos de tempo em função do treinamento inadequado ou da preparação insuficiente.O treinamento natural ajuda a eliminar ambos os tipos de contusão ao cortar as suas raízes.

No intuito de pôr em relevo para você algumas das principais causas da contusão – mental,emocional e física,vou criar uma personagem, um rapaz desajeitado chamado Jerry.

Jerry torceu o tornozelo e não consegue entender por que esse “acidente”lhe aconteceu.

Fatores Mentais Jerry se distrai com muita facilidade,ou por causa dos próprios pensamentos ou das coisas que acontecem ao seu redor.Ele se considera um “cabeçudo.Tem o hábito de criticar a si mesmo impiedosamente e alimenta a tendência de punir a si mesmo com a dor.Tem sérios conflitos com relação a competições e a temporada está prestes a começar.

Fatores emocionais A motivação de Jerry para jogar é ciclotímica.Ás vezes, ele está de fato “aceso, mas outras vezes desejaria ficar no banco.Ele sempre teve medo dos esportes de contato e de todas as manobras arriscadas, o que o faz ficar tenso no momento errado.Há ocasiões em que Jerry recua e hesita.Ás vezes, ele fica irritado e percorre com movimentos pesados a quadra,sem prestar atenção ao que está se passado.

Fatores Físicos Os tornozelos de Jerry são rigidos  e relativamente fracos.Por causa da tensão geral, ele é insensível á fadiga e, em alguns dias, exige demais de si ; está acima do peso normal e seu estado geral é sofrível.

Jerry deveria agradecer por só ter torcido o tornozelo.

Rememorando as poucas contusões que infligi a mim mesmo no atletismo,vejo hoje com clareza as razões e tenho conseguido evitar maiores traumas.Quantos de nós “sabiam mas não fizeram”. Sabiamos que não deveriamos ter jogado cansados ou distraídos,mas jogamos ou corremos.

Os atletas interiores experientes estão em sintonia com as necessidades do seu próprio corpo;por conseguinte,as contusões são extremamente raras em seu treinamento.Eles reconhecem muito bem a contusão como o preço pago pela insensibilidade e pela desatenção.

Fonte: livro O atleta interior 

 

É Natal cada vez que você faz nascer o amor no coração de alguém, é natal quando nos esforçamos em buscar a paz através do dialogo, é natal não só em uma data mas em um estado de espírito que nos orienta, de forma permanente em nossas vidas.

Desejo a cada amigo, de hoje de ontem e de amanhã  muita paz união e amor nesse natal.

Celebrar a paz significa a renovação e quebra de paradigmas que nos faz crescer e ser seres humanos cada vez mais completos.

Ainda temsos muitas distâncias a percorrer mas que cada um nesse momento possa a sua maneira tentar diminuir essas distâncias através de gestos nobres de cooperação,perdão e humildade.

Um Feliz natal a todos

Carlos Dias

Todos aqueles que ousaram sonhar sem se preocupar com o que outros ao seu redor pudessem pensar ou falar, tiveram seus sonhos concretizados com muita emoção .

Todos aqueles que acreditaram em seu sonho e souberam organizar a curto, médio e longo prazo foram eficientes na busca de seus sonhos.

Cresci com   um exemplo fortíssimo que se eu usasse estratégia mental, trabalho contínuo e muito amor naquilo em que estivesse envolvido eu seria feliz, esse exemplo vem da minha mãe que soube ultrapassar as dificuldades da perda do meu pai que morreu  quando eu ainda tinha 2 anos, minhas irmãs uma com 4 e a outra com 6, minha mãe na época não lamentou ou simplesmente se fez de coitada, ela olhou para o futuro, e visualizou o seu sonho, ver os três filhos em uma universidade.

Ela trabalhou muito, havia dias que ela trabalhava  20 horas , para que nós pudessemos seguir na busca de nossos sonhos, se passaram 34 anos  e ela conseguiu, nós nos formamos em universidades, ela entrou na escola e aprendeu a ler e escrever, e eu conheci mais de 20 países através do esporte. Tenho um filho lindo de 3 anos e posso olhar para o futuro com muito mais  leveza comparado a época em que eu tinha apenas 3 anos.

Por isso eu acredito nos sonhos  e acredito que hoje tenho uma enorme responsabilidade de passar isso aos que estão céticos em suas vidas .

Neste Final de semana vivi momentos de muita alegria, emoção e energia, foram 24 horas em   uma esteira contra

o câncer infantil .

Depois que conclui no primeiro semestre a copa do mundo de desertos, e rasgar os EUA  de leste a oeste, rever os amigos da ultramaratona nas 24 horas dos fuzileiros navais no Rio de Janeiro, eu resolvi fechar o ano correndo 24 horas na esteira.

A ECOFIT a única academia ecológica do Brasil, abraçou a causa de receber a corrida para beneficiar o GRAACC grupo de apoio ao adolescente e criança com câncer, meu patrocinador a CROCS doou 1.000 pares de Crocs para o GRAACC e comprou 50 km , o WH SPA  comprou 50 km  e muitas pessoas  compraram durante a corrida.

Foram 24 horas de muita alegria recebi amigos da ultramaratona, fiz novos amigos e compartilhei muitas histórias com quem acompanhou hora a hora o desafio, no final corri 126km pois o objetivo maior não era bater recorde, ou ser o primeiro ou segundo lugar e sim ser um soldado no combate ao câncer infantil.

Estou muito feliz de saber que muitas pessoas entenderam o significado dessa ação e convido a todos a também serem soldados nessa busca do sonho de um vez essa doença ser extinta.

Foi muito emocionante pois nesses anos todos venho em uma busca constante para ver meu trabalho reconhecido e valorizado,e quando você sabe que com o que você mais ama fazer pode ajudar de alguma forma outras pessoas, é algo que não dá para descrever em palavras.

A venda de quilometros continua até 31 de janeiro  e a entrega oficial para o GRAACC será na primeira semana de janeiro. é só clicar em doações GRAACC e fazer a sua compra de quilometros

Tenho que agradecer todas as pessoas que foram correr ao meu lado, nas 24 horas, agradeço o Tony da ECOFIT por me receber com tanto respeito e carinho, também agradeço a atenção e dinamismo da Ester, Maurício, Noara e toda equipe da Ecofit. Agradeço a Crocs por estar comigo esses anos todos e a WH SPA por cuidar do meu bem estar  físico após minhas competições e desafios.

Meus parabéns a equipe do GRAACC que não desistem e acreditam na  força propulsora de um sonho.

Nesse final de semana dias 19 e 20 de dezembro estarei correndo 24 horas na esteira na Academia ECOFIT  a única academia ecológica do Brasil, essa ação mais uma vez será para divulgar e arrecadar fundos para o Graacc Grupo de apoio ao adolescente e criança com câncer.
   E também será uma grande oportunidade para quem quiser comprar quilometros e ajudar no combate ao câncer infantil, eu estarei fazendo o que mais gosto de fazer que é correr, meu patrocinador a Crocs já comprou 50 km o WH SPA também já comprou 50km  você também pode comprar quilometros. Pretendo correr 100km mas sua presença poderá aumentar esse número.
 
   Aproveito para convidar todos amigos para visitarem a academia no periodo que estarei correndo para bater um papo e tirarmos uma foto juntos, a largada será as 10 hs do sabado dia 19 e o final será as 10 horas de domingo dia 20 de dezembro.
 
   O endereço  da academia é  Rua Cerro Corá, 580 – Alto de Pinheiros – São Paulo  próximo estaçao vila madalena

  Vamos fazer parte dessa atitude combater e vencer o câncer infantil é um desafio que devemos enfrentar juntos.

   Abraços

  Carlos Dias

 

 

Hoje foi um domingo de muita chuva, mas nada para deter o grupo de amigos que levantaram bem cedo para ir a Atibaia realizar a caminhada nas trilhas que levam a Pedra Grande.

Realizei a parceria com o Maha Pilates e a Pousada Pedra Grande Atibaia para um day spa, o grupo animado tomou café da manhã, depois foi feito alongamento, e seguimos na busca da trilha perfeita, subimos, subimos, subimos e respiramos o ar puro das montanhas de Atibaia,cantamos e brincamos na trilha, e a nossa companheira que nos acompanhou durante todo o domingo a Chuva, nos deixou enxarcados mas todos estavam felizes por estar junto a natureza.

Após a caminhada almoçamos e discontraimos ao som de forró, gostaria de agradecer cada participante da caminhada e dizer que vamos realizar outras.

Vejam as fotos

Abraços

Carlos Dias

Vou estrear no meu blog uma série de relatos de atletas que faz da ultramaratona um esporte especial, pessoas que admiro e são exemplo para todos na vida. e hoje vamos conhecer a história da Lucina Ratinho que considero como mãe.

Tenho 65 anos e comecei a caminhar,trotar e correr aos 57 anos em Setembro de 2001.

Quando me vi numa foto de Natal deitada ao lado das minhas netinhas que tinham 6 meses,levei o maior susto, de tão gorda que era. Eu com 1,46 mts pesando na época quase 70 kilos rsrsrs já pensou ? Me senti muito mal,no dia seguinte comecei a caminhar, no parque do Ibirapuera todos os dias,onde fiz muitas amizades e acabei participando da 1ª corrida,na minha vida….. 25 de Janeiro,aniversário de São Paulo…..Poxa, só faltei morrer,nunca tinha feito um percurso tão longo como este 10 km rsrsrs.

Nao conseguia correr 100 metros, só caminhava…… ATÉ QUE UM DIA CONHECI o tão querido BRanca da Equipe Branca Esportes,e comecei a treinar  com ele. Fizemos uma grande amizade,fui muito bem recebida por toda a equipe,que consideramos como uma grande familía.

Desde então,jamais consigo me imaginar com outra camisa a não ser a nossa do Branca Esportes.Com o Branca aprendi tudo que sei até hoje.
Tenho um treinador tão bom, que até hoje nunca tive uma lesão. Como ele sempre me diz antes das corridas rsrs não quero seu tempo nem tão pouco a sua kilometragem,quero você sermpre inteira e sempre feliz com muita saúde rsrs e eu obedeço, é claro.

Adoro participar de corridas de longas distâncias,apesar de não ter velocidade,tenho muita resistência, gosto muito de desafios, e ultramaratonas gosto  de participar em pista de atletismo,porque ficamos com nossos amigos ULTRAS o tempo todo,e nunca estamos sozinhos….como nas corridas de rua.Meu marido não gosta de nada rsrsrs mas também não impede que eu participe das corridas,meus filhos não são muito chegados em correr, mas sempre me dão apoio para que eu participe das corridas e meus netos se orgulham da avó,dizem que a avó deles é diferente das outras, trabalha fora o dia todo, é muito alegre e ainda corre rsrsrs.
Meu maior sonho,seria fazer a Maratona do Rock n Roll San Diego,porque dizem que tem  banda

de Rock quase o trajeto todo,iria adorar fazer uma maratona do rock,deve ser muito alegre e divertida.

A prova que mais me marcou foi a 1ª Ultramaratona noturna que fiz,de 12 horas em São Caetano SP,organizada pelo ultra mega Carlos Dias, nunca pensei que tivesse capacidade de fazer 62 km com 62 anos de idade,terminando inteirinha e muito emocionada por ter conseguido,sem sentir desconforto algum, e com muito pouco treino,por falta de tempo porque trabalho muito em pe,todos os dias de domingo a domingo.

Acho que todas as pessoas que se acomodam dentro de casa,e ficam paradas sem fazer nada para ter uma vida melhor,deveriam sacudir mais o corpo para terem uma vida  mais alegre e saudavel, respirar o ar puro dos parques, onde fazemos grandes amigos com o mesmo objetivo, saúde e bem estar para sempre,se livrando de muitas doenças que podem vir por levar uma vida sedentária.

Uma pessoa que me inspirou a correr foi o Sr. Gustavo Buchi,eu olhava, e o via com aquelas perninhas tão fininhas,que parecia até um bonequinho de madeira,marionete… rsrsrs,e eu pensava que ele poderia cair e quebrar as perninhas rsrsrsrs então eu dizia comigo mesma, porque eu não? sou forte e saudavel, apesar de baixinha,também vou poder correr um dia….. e assim comecei a correr e estou até hoje sem vontade de parar nunca mais.Quero viver muito participando de corridas e vendo meus afilhados de corridas crescendo a cada vez mais……
Abraços a todos Ultramaratonistas ou não.

Lucina Ratinho

O grande prazer da vida é fazer o impossível, e eu ainda chego lá !

Meus parabéns Lucina Ratinho

 

 

Próxima Página »